Sex, 23 de Out de 2020

Sejus adere à campanha Sinal Vermelho contra a violência doméstica

A campanha é uma iniciativa do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

SEG, 17 DE AGOSTO DE 2020 14:09:57

A Secretaria de Estado de Justiça (Sejus) aderiu à campanha Sinal Vermelho, promovida pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A campanha orienta mulheres em situação de violência doméstica que desenhem um “X” vermelho na palma da mão, e procurem a farmácia mais próxima para pedir ajuda. Os farmacêuticos estão sendo orientados para acolher as vítimas e entrar em contato com a polícia.

De acordo com um levantamento sobre a violência doméstica, entre os meses de março e abril deste ano, durante a pandemia, casos de feminicídio no país aumentaram em 5% em relação a igual período de 2019. No Piauí, denúncias realizadas através do aplicativo Salve Maria cresceram 32%.

Segundo a gerente da Penitenciária Feminina de Teresina, Cristiane de Praga, após levantamento realizado pela assistência social da unidade, 50% das internas já sofreram violência doméstica. “Hoje, na Penitenciária Feminina de Teresina, temos o total de 61 internas, sendo que 31 dessas já sofreram algum tipo de violência. É um número assustador. Na unidade, nós temos uma equipe que acompanha esses casos de perto. Essa equipe é composta por psicóloga e assistente social, e, quando é constatado um problema maior, a interna é encaminhada para o psiquiatra”, afirma.

Para a gerente da unidade, a campanha é importante pois abre mais um canal em que as mulheres possam denunciar. “Infelizmente, nós mulheres ainda sofremos violência dos nossos parceiros ou familiares. E, por conta da pandemia, ficou mais difícil fazer a denúncia. Então, essa campanha vem reforçar que nós mulheres temos voz e precisamos de força para denunciar. Por isso, resolvemos aderir à essa campanha com objetivo de compartilhar e ajudar a mulher no que for necessário”, finaliza Cristiane de Praga.

Últimas Ver Todas